O que o seu animal de estimação faz em casa, enquanto você sai para trabalhar ou passear?

O que ele vai aprontar agora?

Será que em algum momento você já pensou o que o seu animal de estimação faz em casa, enquanto você sai para trabalhar ou passear?

Algumas pessoas chegam a filmá-los e se surpreendem ao ver as imagens. Alguns pets dormem, tomam sol e observam crianças que brincam. Outros mais brincalhões ou estressados, aproveitam para fazer muita bagunça. Antes de sair de casa, é necessário tomar alguns cuidados de segurança para evitar que os bichos se acidentem ou mesmo que causem danos materiais às residências.

A primeira coisa que se deve pensar ao deixar um animal sozinho em casa é a sua segurança.

É possível manter sistema de câmeras para acompanhar o dia dos pets. Estas imagens, que servem para monitorar invasões, são acessadas pelo smartphone e o dono pode usá-las para verificar se o seu animal está bem.
Nos apartamentos é sempre bom colocar telas de proteção nas janelas e varandas. Este item de segurança, pensado inicialmente para proteger as crianças, é ótimo para evitar quedas dos cachorros e gatos.

A área de serviço é outro local ao qual os animais não devem ter acesso. Eles podem consumir produtos de limpeza e beber água de baldes. No contato com estes produtos, o animal pode sofrer uma intoxicação grave. Lembre-se, é necessário retirar alimentos da mesa após as refeições, pois alguns animais sobem nelas e comem qualquer coisa que encontram pela frente. Saindo da dieta balanceada podem ficar seriamente doentes.

Outro cuidado: algumas áreas da casa devem estar restritas aos animais. Antes de deixá-los sozinhos, verifique se as portas dos banheiros estão fechadas para evitar que eles entrem. Muitos bebem a água do vaso sanitário e destroem o papel higiênico. Outros animais menores podem cair dentro do vaso e se afogarem.

Quanto à alimentação para passar o dia, sempre deixe água à vontade. Deixar ração só no caso do proprietário se ausentar por longos períodos. Segundo a veterinária, se o animal come antes do dono sair e se este voltar no final da tarde, não há necessidade de deixar ração. Água fresca já é o suficiente.

O cuidado com filhotes de cães e gatos deve ser dobrado. Esconda os fios elétricos. Muitos animais mastigam para coçar a gengiva, por ansiedade, limpar os dentes e falta de atividade física e mental.
É bom estudar a personalidade do seu cão. Alguns ficam tão ansiosos quando estão sozinhos, que latem insistentemente, o que gera aborrecimento com os vizinhos. Espalhe brinquedos apropriados para eles para que possam se ocupar na ausência dos donos.

Passeios diários podem ajudar no controle da ansiedade do cão. É importante manter uma rotina de levá-los para caminhar e correr, antes e depois da ausência dos donos. Outra dica importante é não fazer muito alarde quando sair de casa e nem festa quando voltar.

Os filhotes devem ser treinados para que possam ficar sozinhos. Mesmo o proprietário estando em casa, deixe-o sozinho. Pode também sair por curtos períodos: cinco minutos, depois 15 e ir aumentando o período. O cão entenderá que o dono sempre volta.
Essa lição começa desde cedo.

Os gatos não são tão dependentes e é possível até deixá-los alguns dias em casa sozinhos. Tenha apenas cuidado de deixar alimentação suficiente para suprir as necessidades do animal.

Já para os cães não é recomendado estender a ausência dos donos por muitos dias. No máximo um final de semana com os cuidados. Peça ajuda a alguém da família para que possa visitá-los de uma ou duas vezes ao dia. Deixá-los num hotelzinho ainda é a melhor opção para necessidade de viagem ou saída de férias.

Mais artigos e dicas? Visite o hospitalveterinariosaude.com.br. Referência de Clínica Veterinária em São Paulo